Topo
destaque Teatro

“Frida Kahlo a Deusa Tehuana” estreia no Parque das Ruínas

Banner

Banner (Divulgação)

Com direção de Luiz Antônio Rocha e atuação de Rose Germano, o monólogo “Frida Kahlo a Deusa Tehuana” obteve sucesso de público e crítica em três temporadas, em 2014 e 2015, e reconhecimento internacional com destaque no principal Jornal do México, El Universal, e na TV Mexicana.
“Conocida internacionalmente sobre todo por su rol de pintora, Frida Kahlo acaso adquiere su dimensión más humana al ser representada en un notable monólogo por Rose Germano, actriz brasileña que la encarna en la obra “Frida, la diosa tehuana”, éxito de cartelera en esta ciudad.” (trecho da reportagem do jornal El Universal)
Diretor de extrema sensibilidade e colecionador de sucessos em  espetáculos  como “Uma Loira na Lua”, “Eu te Darei o Céu” e “Brimas”, ganhador de dois Prêmios Mambembe e indicado ao Prêmio Shell, Luiz Antonio Rocha em “Frida Kahlo a Deusa Tehuana”, desconstrói o mito para falar da mulher, da importância de reinventar eternamente o espaço que ela ocupa no mundo, da necessidade de refletir sobre o amor, a arte e as escolhas que faz ao longo da vida.
“Luiz Antonio Rocha impõe à cena uma dinâmica essencialmente corajosa. Afora o fato, naturalmente, do encenador criar marcas muito expressivas e explorar com grande sensibilidade todas as possibilidades da bela cenografia de Eduardo Albini.” (trecho da crítica de Lionel Fischer)

“Impressiona o ritmo impresso pela direção de Luiz Antônio Rocha. Não há preocupações com o silêncio ou com o preenchimento das lacunas. Tudo é feito com tanta beleza que nossa sensibilidade fica à flor da pele.” (trecho da crítica de Renato Mello)

Alguns artistas ultrapassaram a popularidade adquirida com seu trabalho e tornaram-se sua melhor arte. Frida Kahlo pintou sua própria face um sem número de vezes no corpo de uma obra intensamente auto referenciada. Teatralizou a sua própria existência, foi a expressão maior de luta e superação mesmo trazendo consigo as maiores dores – físicas e existenciais. No lugar do luto, vestiu-se de cores.
 

FRIDA (Foto Renato Mangolin)

FRIDA (Foto Renato Mangolin)

 

Ficha Técnica

Dramaturgia: Luiz Antonio Rocha e Rose Germano
Encenação: Luiz Antonio Rocha
Atuação: Rose Germano
Músico: Eduardo Torres
Iluminação: Aurélio de Simoni
Operador de Luz e Som: Alexandre Holcim
Cenário, Figurinos e Direção de Arte: Eduardo Albini
Trilha Sonora: Marcio Tinoco
Direção de Movimento: Norberto Presta
Fotos: Renato Mangolin e Carlos Cabéra
Assessoria de Imprensa: Ney Motta
Realização: Espaço Cênico Produções Artísticas

Sinopse

Monólogo livremente inspirado no diário e na obra da artista mexicana Frida Kahlo; fragmentos da vida e do pensamento de uma mulher à frente do seu tempo.

Serviço

Centro Cultural Parque das Ruínas
Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa, Rio de Janeiro
Temporada: 6 a 28 de Maio. Sábado às 19:30h e Domingo às 19h
Ingresso: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)
Telefone: (21) 2215-0621
Gênero: Drama
Duração: 60 min
Classificação: 16 anos

Curtiu? Compartilhe!

Deixe seu comentário